quinta-feira, 24 de abril de 2008

SÃO PAULO – UMA ARMA, DUAS BALAS


Atualmente enfrentar o São Paulo se assemelha a um perigoso jogo, um único tiro pode ser fatal, apenas duas balas dentro do tambor, armamento suficiente para liquidar o adversário. Jogar contra a equipe paulista é como desafiar a vida em uma roleta russa, mas caso a principal arma não funcione, o time paulista sairá derrotado, pois a marcação, tiro de bazuca do ano passado, não está funcionando.

Para superar seus rivais a equipe do Morumbi conta com Jorge Wagner. O ala-esquerdo participou de 18, com 16 passes e dois gols, das 39 vezes que o São Paulo balançou as redes adversárias na temporada 2008.

Sendo assim, descobrimos que o tiro tricolor não sai do canhão Adriano, muito menos da mira de Rogério Ceni, a única arma é um eficiente pé esquerdo.

Porém, este revólver não possui muita munição. Um dos tiros é a bola parada, enquanto o outro são os cruzamentos do camisa sete. Muito pouco para o atual bicampeão brasileiro.

Para conquistar a América do Sul, o São Paulo precisa se reequipar, caso contrário, o tiro sairá pela culatra.

2 comentários:

Marcel Jabbour disse...

Tirando as diferenças históricas e até mesmo de jogadores, essa situação me lembra muito o Palmeiras de alguns anos atrás. O ponto forte e talvez única jogada alviverde eram os cruzamentos precisos do lateral Arce. O que fazia, e faz do São Paulo atual, times previsíveis. Caso a joga mortal seja anulada...

Rodrigo disse...

Foi por pouco que o tiro não saiu pela culatra, ontem!

Aliás, o São Paulo pode começar as contratações buscando um goleiro de qualidade. Que tal contratar o Júlio Cesar que está no Corinthians? Jovem, bom de bola e não compromete o time nos momentos em que é exigido!

Palavras de R. Ceni: " Ser terceiro goleiro da Seleção Brasileira na Copa de 2002 é uma honra!"

Me engana que eu gosto, amigo! Pois, no meu time, R. Ceni seria gandula junto com: Bi-charlisson, Joilson, Adriano, Dagobosta, Zé alguma coisa e outros.

São paulinos que se cuidem, porque o tiro já saiu pela culatra.