quinta-feira, 27 de novembro de 2008

SHOW DE TALENTO

Então seu nome é Diego Tardelli e depois de anos sofrendo críticas e sendo alvo de perseguição, você encontra na Gávea um lugar para chamar de lar.

Não que você tenha conseguido passar ao largo das confusões, afinal seu nome é Diego Tardelli.

O importante é que o cenário foi amenizado: os treinadores o elogiam, os jornalistas te tiraram da mira e às vezes seu futebol até parece contribuir para algo digno de contribuição.

Mas você se machucou e, veja só que curioso, pela primeira vez seu nome não é destaque no noticiário por brigas, atrasos e erros. Desta vez, Tardelli, você é a vítima, há até quem diga que o Flamengo sentirá sua falta.

Bem, após meses, você se recupera. Que expectativa! Começa no banco, mas não há dúvida, o segundo tempo é seu.

Caio Júnior te chama. Marcelinho Paraíba, o substituído, não deve ter gostado muito, mas não importa, quando você marcar o gol do empate, todos virão comemorar com você e, quem sabe, seja até possível desviar de algum companheiro pronto para te abraçar para desenvolver aquela dancinha bolada na noite anterior.

Você recebe a bola, invade a área e ao tentar driblar seu marcador, sofre a carga. É pênalti, claríssimo, mas não o suficiente para Simon marcar.

No fundo, Tardelli, você sabe que nosso juizão já deixou de assinalar coisa muito pior, mas naquele clima de decisão, não haveria quem deixasse de fazer média com a torcida, não é.

Em uma daqueles momentos bem a seu estilo, você dá um tapão no árbitro, o desatento poderia achar que tratava-se de um tiozão chato à sua frente.

O cartão vermelho foi imediato e, verdade seja dita, está longe de ser sua decisão mais questionável. Provavelmente será superada em pouco tempo. E tem torcedor que xinga o Caio Júnior de burro.

6 comentários:

Ricardo Moreira Leite disse...

ótimo texto.

E o Diego Tardelli é o Tardelli, né?

Não há mais o que comentar...

Vinicius Grissi disse...

E o pior: nem foi penalti, como provaram as imagens da ESPN Brasil.

Mas o Tardelli é um bom jogador. Pena que não consegue colocar a cabeça no lugar.

Sueto disse...

Pra mim foi pênalti, mas como diz a regra, depende da intepretação do juiz.

Se pra meio mundo foi, e pro Simon não foi, então não foi.

(sábias palavras, né? hahaha)

Abs!

Daniel Leite disse...

O pênalti é, no mímimo, muito discutível. Não pensava assim, mas as imagens da ESPN citadas pelo Vinícius deixam claro que, se há contato, foi somente por cima. E, ainda, pareceu muito mais uma trombada com o braço do que exatamente um empurrão deliberado.

O problema de Tardelli sempre foi do pescoço para cima. Não que ele cabeceie mal, mas o fato é que pensa mal. Ou, ainda, não pensa. Jogando bola, acho-o excelente, pelo menos por potencial. O problema é que a diferença de potencial dele parece não funcionar em sintonia com os pés.

Até mais!

Thiago Reis disse...

Tardelli tem muito talento, não há como negar. Acho que nessa temporada a cabeça nem o atrapalhou tanto. Ele não esteve envolvido em nenhuma polêmica. Com exceção daquele episódio das prostitutas no sítio do Bruno.

Ele poderia ter feito um ano muito bom. Chegou a titularidade do Fla com a saída de Marcinho, Souza e Renato augusto. Mas a contusão veio num péssimo momento.

Com tantos bons jogadores no Flamego, acho que ele pode fazer uma boa temporada no próximo ano.

queria parabeniza-los pelo blog. Há umas quatro semanas que sempre entro para conferir o vídeo de voces sobre os comentários da rodada. Parabéns.

vou adiciona-los no meu blog!

Leandrus disse...

Concordo com o que Thiago disse. Tardelli poderia ter feito um ano muito bom, e estava muito bem até Marcinho e Renato Augusto sairem. Tinha sido decisivo na final do Carioca junto com Obina. Só que caiu demais logo que virou titular, voltou a reserva e a contusão só piorou as coisas.

Não acho que ele deu um tapão no árbitro, assim como ele não peitou o Simon. Mas foi revoltante vê-lo perder a cabeça, assim como foi ver o Juan perder um gol sem goleiro...