quinta-feira, 24 de abril de 2008

BOCA - A FORÇA DA TRADIÇÃO


O perigo é considerar que o Boca Juniors já está morto. É tomar os resultados recentes e desconsiderar a história. Como se a terceira posição no Clausura e o desempenho irregular no Grupo 3 da Libertadores fossem suficientes para esquecer que o clube de Buenos Aires não foi derrotado no Campeonato Argentino e, principalmente, que em 2007 também sofreu para classificar-se para a segunda fase do torneio sul-americano, quando, mais tarde, venceu a competição após bater o Grêmio na final. Porque se a performance dos últimos jogos coloca em dúvida a força do Boca, a história deixa claro que o clube está mais do que vivo.

Um comentário:

Roberto Brito disse...

O Grande Boca Juniors não está apresentando o futebol digno de sua história e tradicional.Mas é o Boca de Juniors.Não se esqueçam do ano passado! E além disso,eles têm um grande gênio no meio de campo,que pode desequilibrar a qualquer momento: Juan Roman Riquelme.

Excelente blog, vocês mandam muito bem mesmo, abraços a todos