sábado, 18 de março de 2006


Nada, mas nada mesmo justifica a repentina saída do alemão Matthäus do Atlético Paranaense, o técnico, apesar de um histórico sem muitas glorias, aterrisou no Brasil portando a simpatia de muitos de nós (e eu me enquadro), afinal ele havia sido um grandioso atleta no passado, digno de estar presente na melhor Alemanha de todos os tempos, mas nem isso o segurou por mais de três meses aqui no Brasil.
Matthäus alegou que sentia falta de sua familia (que ficou na Europa), Juca Kfouri, em seu blog, afirmou que sua mulher pedia o divórcio, não há duvidas de que ambas as situações são dificeís, porém ao assinar o contrato o ex-jogador deveria ter pensado nisso, porque deixar a equipe no meio de um trabalho que começava, depois de iniciar-se um projeto é inaceitável.
Quem perde é o Atlético que confiou no treinador e seus respectivos torcedores, a equipe perdeu hoje para o ADAP por 2 a 1 e está desclassificada do Campeonato Paranaense.
Enquanto isso Matthäus é cotado para dirigir a Seleção Alemã caso Klinsmann venha a ser demitido antes da Copa.

Um comentário:

Diego disse...

UOL, Terra, Estadão, Globo, BandNews e CNN q c cuidem.....

continuem com esse gás que vai render algo pra vcs logo!