sexta-feira, 10 de abril de 2009

TIRANDO DILETRA

Luiz Gallo

A rodada da quarta-feira foi sensacional. Invencibilidades perdidas, goleadas humilhantes…e você lá, assistindo a novela dos mutantes. Bom, a gente entende, faz vista grossa e ainda ajuda você a mentir para a galera. Olha o Chongas e o Diletra quebrando o galho novamente.


1- Sobrevida: O Palmeiras conseguiu sua primeira vitória em 3 jogos na Libertadores e foi em grande estilo. Venceu o Sport, na temida Ilha do Retiro, 2×0. O time pernambucano não sofria uma derrota desde o Brasileirão do ano passado, nos 3×0 contra o Ipatinga. Após tomar o segundo gol, o técnico do Sport, Nelsinho Baptista resolveu apelar, colocou no jogo o volante Sandro Goiano, sabe, aquele carequinha, ligeiramente agressivo? Daqueles que se ver a mãe com a camisa do Palmeiras puxa a camiseta e dá no tornozelo. Sandro Goiano não bate falta, ele surra a falta…Sem dó!

2 - Várzea em La Plata: Também pela Libertadores o Cruzeiro foi derrotado por 4×0 pelo Estudiantes. A derrota encerrou a invencibilidade de 2009 da Raposa e ocorreu de forma bem curiosa. O time chegou ao estádio em La Plata atrasado, e se trocou em pleno gramado, ao estilo futebol de várzea mesmo. O resultado foi um passeio do time argentino comandado pelo vetereno Verón, que mesmo jogando com um andador marcou o seu golzinho. Outra nota que vale destacar é a sensatez do técnico Adilson Batista, que queria tirar o lateral Jancarlos, mas para não mudar muito a escalação, usou a lógica e colocou Elicarlos.

3 - Misto Quente: Jogando no calor de Belém, o Flamengo não sentiu o peso do Mangueirão (ui!) e venceu o Remo com certa facilidade, 2×0. Mesmo jogando com o time misto, o Rubro-negro garantiu sua classificação e liquidou o jogo de volta no Maracanã. O destaque do Mengão foi o atacante Emerson, que marcou seu segundo gol pela equipe e formou o setor ofensivo do Flamengo, que parecia da seleção da Suécia: IbSON, KleberSON e EmerSON.


4 - Um certo Romário: O Inter de Porto Alegre não teve a mesma sorte que o Flamengo. O time tinha a vitória de 2×0 nas mãos, com 2 gols do jovem atacante Taison, até que Romário resolveu aparecer. “O baixinho e marrento?” Não, esse é outro Romário, tanto que perdeu um gol feito logo após entrar em campo. Mas, aos 43 minutos do segundo tempo, Romário não perdoou e marcou o dele, 2×1. O técnico colorado Tite ainda tentou melhorar o time, tirando um argentino de campo (Guiñazu) e colocando o meia Juliano, mas só o que melhorou foi o fato de ter um argentino a menos no gramado… Mesmo com a derrota, o recém rebaixado Guarani viaja para Porto Alegre para enfrentar o Inter no Beira Rio.

5 - Clássicos Disney: Em jogo disputado, o Coritiba conseguiu o empate contra o Bahia, jogando em Salvador. O Coxa abriu o marcador com Marcelinho Paraíba, é, aquele mesmo que foi ”dispensado” por não dar retorno ao Flamengo. O Bahia virou o jogo ainda no primeiro tempo, mas o Coritiba garantiu o empate já no primeiro minuto da segunda etapa: 2×2. O destaque do jogo é o jogador Ariel, que entrou na segunda etapa no time do Coritiba, o nome dele é simples, ficaria perfeito na camiseta, na memória da torcida, simplesmente, Ariel, que nem a pequena sereia. Entretanto, o jogador insiste em usar o sobrenome, assim: Ariel Nahuelpan dificilmente terá seu nome gritado em coro pela torcida do Coxa…Tinha que ser argentino.

6 - Momento sério (ao que parece): Mantendo a minha campanha “Pra que complicar, Cruzeiro e Atlético na final do Campeonato Mineiro”, o Atlético goleou o Uberaba no Mineirão, 6×0. O destaque da partida foi o atacante Diego Tardelli, que marcou 3 gols e mostrou que quando quer, sabe jogar futebol. Com a goleada o Galo está garantido na semifinal do torneio. Cruzeiro metendo 7, Galo mandando 6. Será que ninguém percebe que esses jogos são desnecessários? Que servem apenas para inflar ainda mais o tão criticado calendário do futebol brasileiro?


7 - Jogando com pouca objetividade, o Botafogo foi derrotado pelo Americano de Campos, 2×1. A partida, válida pela Copa do Brasil mostrou um Botafogo desinteressado, pensando que poderia vencer o jogo quando quisesse. O problema é que a equipe de Campos não pensava assim, e virou o jogo contra o Fogão. Com a derrota, a equipe de General Severiano será obrigada a vencer o jogo de volta, no Engenhão. A dúvida que ficou no jogo foi sobre o relato feito pelo repórter da Gazeta Press, que escreveu “…e o meia Eberson dominou e bateu de primeira”. Bom, ou o grande Éberson é discípulo do Jackie Chan ou o repórter está meio louco, afinal, ou se domina a bola, ou bate de primeira.

LIGA DOS CAMPEÕES
8 -Surpreendente: Jogando em Manchester, o Porto conseguiu um grande resultado diante dos Reds, 2×2. O empate foi conquistado no final da segunda etapa e dá esperanças a equipe portuguesa, que pode desclassificar os atuais campeões da Liga dos Campeões. Cristiano Ronaldo teve mais uma atuação apagada, está devendo em momentos decisivos, mas o destaque mesmo foi o atacante Hulk. O nome pode soar estranho para vocês, mas o atacante brasileiro, que teve passagem apenas por pequenos clubes do Nordeste é ídolo em Portugal. Escolhido como melhor jogador em campo no site da Uefa, Hulk, como diria meu grande amigo Marcelo Jabbour, aterrorizou a defesa inglesa. A ressalva que faço é que lembrem que no fundo, Hulk é um cientista Nerd, daqueles bem mirradinhos que errou alguns cálculos e ficou verde. Espero que a transformação para cientista não aconteça no jogo de volta, em Portugal.


9 - Silêncio em Anfield: O Chelsea conseguiu um resultado inimaginável. Venceu o poderoso Liverpool em Anfield, 3×1. Os destaques da partida foram o zagueiro sérvio Ivanovic, que fez 2 gols de cabeça muito parecidos e o atacante Drogba, que desaprendeu a jogar bola na passagem de Felipão pelo clube, e agora voltou a jogar muito, milagrosamente. Outro atacante africano que tem se destacado nas finais é Emmanuel Adebayor. Foi dele o golaço que garantiu o empate do Arsenal sobre o Villareal, 1×1, na Espanha. Adebayor marcou um belo gol, matando no peito e dando uma meia bicicleta.O primeiro gol da partida foi marcado por Marcos Senna, o volante marcou um golaço em um chute de longa distância. O engraçado é que o volante não teve nenhuma chance na seleção brasileira, hoje é capitão do Villareal, campeão da Eurocopa e primeiro no Ronking da Fifa pela seleção espanhola. Só de ler o currículo dele, parece ser melhor que Gilberto Silva e Josué.

10 - Tá explicado: Está procurando uma explicação para a goleada de 4×0 do Barcelona sobre o Bayern de Munique. É óbvio que você vai encontrá-la aqui, neste item. Não foi o futebol sensacional apresentado pela equipe da Catalunha, não foi o craque Messi, que desequilibrou novamente, e sim, outro argentino: o zagueiro Demichelis do Bayern. Antes de qualquer argumento, ele é argentino, agora vamos lá. Vai me dizer que não tem nenhuma relação ele estar em campo na derrota de 6×1 da Argentina para a Bolívia na semana passada e agora nos 4×0 contra o Barça? Pior que argentino é argentino pé frio…

Coluna Tirando Diletra também no Chongas
.

Um comentário:

Raissa Póvoa disse...

A quarta-feira foi de muita emoção mesmo. A vitória do palmeiras deu uma sobrevida ao time e depois dessa é bem provável que o time de Vanderelei engrene.