quarta-feira, 8 de abril de 2009

RECEITA PARA O SUCESSO


Jamais um jogo foi tão fácil. Os lances fluíam, o esquema tático encaixava, a movimentação era impecável; os jogadores esbanjavam confiança, que generosidade! Tapinhas para lá e para cá e riso fácil. A torcida acompanhava com alegria, comemoração em cada passe, euforia em dribles e chutes. Pa, pa, pa. Três gols. Com uma naturalidade invejável. Até Maxi Lopez foi às redes. Pena que o Grêmio não pôde demitir Celso Roth outras vezes.

Um comentário:

Didi Iashin disse...

Claro, tirar essa zica das costas faz qualquer um jogar direito!