quinta-feira, 23 de fevereiro de 2006

É curioso e até inusitado, mas de acordo com a boataria que corre na cidade, os Capuleto teriam saído mais alegres da tal festa se não tivessem recebido o presente do altruísta Thiago Motta aos 59 minutos.
Depois disso, tomados pela cobiça, o restante dos Montecchio partiu para cima da familia rival exigindo um regalo similar. O desejo era tanto que seus compenentes conseguiram convencer a banda da festa a tocar uma música diferente e essa os Capuleto desconheciam, envergonhados todos foram recuando, recuando e recuando, até encontrarem a parede, onde eles se acomodaram assistindo a dança insinuante dos Montecchio. Gentleman, como é, John Terry não aguentou aquilou tudo e doze minutos depois sentiu-se obrigado a oferecer o presente exigido pelo outro clã. Mas já não era suficiente, a cobiça dos Montecchio havia ficado tão grande que um presente só não bastava, Eto'o não resistiu, deixou os bons modos de lado e aos 80 roubou pessoalmente o que anseava.

Depois da festa o chefe de familia José Mourinho reclamou bravo da saída de Del Horno, segundo ele Messi simulou um pisão no pé. Frank Rijkaard, por sua vez, afirmou sua familia já dançou melhor em outros bailes, mas, mesmo assim, o resultado deste foi bom pela importância que possuía.

Um comentário:

farah disse...

haha...o próximo é hamlet...

ahhahaha

zueraa